Como um artigo com polêmicas ideológicas e políticas me levou a fazer as pazes com Star Wars

Um amigo me mandou um link para um artigo que me surpreendeu pela análise muito boa que faz do “universo Star Wars” (“Guerra nas Estrelas”). Pra começar, ele corrobora o porquê de eu ter tido “um pé atrás” com essa franquia por tanto tempo: eu nunca considerei que é ficção científica (diferente de Star Trek, ou “Jornada nas Estrelas”), como a maioria insiste em qualificá-lo, e sim uma fantasia como tantas outras repleta de ação, “tecnologia” e mitologia. Só que eu nunca fui capaz de fazer o paralelo que o autor do artigo fez.

https://www.pxfuel.com/en/free-photo-xtuak License to use Creative Commons Zero - CC0, DMCA

O mais interessante pra mim é que, com essa análise que envolve mitologia e arquétipos, passando pela “Jornada do Herói”, pude fazer as pazes com a série criada por George Lucas. Agora posso olhá-la pacificamente, já que AQUELA polêmica acabou para mim.

E então vêm as partes potencialmente polêmicas. São realmente interessantes as correlações que o autor faz, primeiro com ideologias e depois com política. O autor chega a “dar nome aos bois”, o que pra muitos pode beirar a heresia, dependendo das convicções envolvidas. Não importam quais sejam as ideologias nem as preferências políticas, com certeza quem lê o artigo sente a necessidade de avaliar o que foi escrito e comparar o que o autor escreveu, talvez de forma rasa demais, com suas próprias convicções prévias.

Quais são essas polêmicas? Não vou entrar nesse mérito, convido cada leitor a visitar o artigo do Hélio Beltrão pelo link abaixo e, depois de conhecer o que ele pensa a respeito de suas colocações, tirar suas próprias conclusões. Mas fica aqui o que considero ser o mais importante: qualquer discussão (Star Wars x Star Trek, direita x esquerda, conservadores x liberais, herói x vilão, lockdown x isolamento vertical) deve acontecer sempre com respeito às opiniões alheias e serenidade para avaliar os pontos de vista sem deixar a emoção dominar. Afinal a maioria de nós concorda que “é melhor ser feliz do que estar certo o tempo todo”.


Clique aqui para ler o artigo do Hélio Beltrão.

Este texto foi publicado também em artigo no LinkedIn. Para ler, clique aqui.

Meu agradecimento especial vai para o meu amigo Wanger Ribeiro, que me enviou o link do artigo.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notificação
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x